SEMPRE PROCURE

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

DIVIDAS SENTIMENTAIS


"Nos anseios de meus medos encontro a força que me falta. No calar das palavras amigas vejo a voz sincera de Deus. Nos temores das verdades da minha vida me encontro. Sincero sim de Maria eu posso dar pois o Cristo em mim sempre a de habitar. Nos pequenos valores encontramos as melhores curas para nossas dividas sentimentais." Albert Santana

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

SANTO SANTIDADE



"Ser santo é ser servo ao extremo da humilhação. Santificar é renunciar as vontades mais profundas, despojar dos amores profundos de nossa humanidade. Ser santo é dizer sim ao ponto máximo de dizer não a si mesmo para uma unção maior. Ser santo e comprometer-se  com a salvação do próximo. "Albert santana

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

MEDO


"O que temer quando o coração tende a desconhecer o medo. O medo pode ser como um ponto final em nossas decisões. Decidir pelo medo e uma opção considerável, e viver sem direção  não e necessário nos dias de hoje. Cada um tem uma cobertura que esconde o medo  interno e pessoal. A cobertura do medo faz esconder sentimentos por muito guardados , sentimentos que  nos preocupa. Quando o medo de mim mesmo se torna maior que minhas convicções e preciso parar para refletir sobre minhas ações. Sentir MEDO não e vergonha , vergonha e se tornar um nada por medo de ser você mesmo. “ Albert Santana

domingo, 19 de janeiro de 2014

SER MÃE


"Ser mãe é um dom Inigualável dom gerado pelo próprio amor divino. Dos amores mais puros o de mãe se compara ao amor de Deus por nós. Ser mãe é saber o sim de Maria, saber as bem aventuranças de doar o máximo de si. Ser mãe é vivenciar o verdadeiro gosto da santidade incumbida de 9 meses gerar uma vida. Toda mãe verdadeiramente é um anjo quando o desejo e real pela vida fetal. Ser mãe é a junção mais logica do amor divino com a santidade humana em gestos simples, gestos de se dizer sim te amo filho te amo filha. Ser mãe é tocar a alma divina de Deus." Albert Santana

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

CASTIDADE SANTIFICADA




"O sentir humano traduz nossos desejos em temperança constante. O casto de sabedoria não traduz verdadeiramente a castidade no seu sentido total. A castidade e vivencia real da purificação não só da alma mas do corpo. O casto carnal é aquele que se desapega dos mundanos desejos que podem deteriorar suas virtudes santificas. A castidade é um dom puro  sem mácula que  seguindo se constrói uma persona virtuosa. Ser casto é  formalizar suas idéias de forma a castificar a castidade em ti. Se entregar de carne, corpo, alma e desejo a cristo eis a castidade santificada. " Albert Santana

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

CONSEQUÊNCIAS


"As consequências de minhas ações repercutem sobre as obras do meu dia a dia. Se falo alto escuto o baixo som de minhas atitudes. Se escuto em silêncio aprendo os segredos para me permitir ser sábio. Quando toda certeza em mim se torna totalidade  e necessário despojar de minha arrogância.Toda minha atitude imune de meus raciocínios tende a fazer de mim uma bomba sem desarme. Cuide de seus atos eles são importantes mesmo que você não se importe com as consequências." Albert santana

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

POETA ESCRITOR


"Alguns me chamam poeta , mas me denomino escritor. Deus e o poeta eu sou apenas um mero escritor. " Albert Santana

ETERNA PALAVRA


"Palavras são eternas nunca envelhecem, mas atitudes humanas eternizam e rejuvenescem . Tenha atitudes humanas para com seu próximo isso vale uma eternidade ainda não conquistada. " Albert Santana

TEMPO ESPAÇO



"Tempo espaço tempo onde estão os olhares perdidos dos ditos tempos que se perderam de minha humanidade. Conhecimento torpe de nossas liberdades magoadas pelas lutas tristes que vivenciamos, somos liderados pelas constantes de nosso ego. O tempo e cura pode ser ternura mas sempre mostra sua obscura face ao tocar nossos ideais. Sou tempo quando posso me tornar simples, sou a simplicidade quando posso dominar o tempo. As questões mais simples são analisadas a fundo quando o tempo se torna inimigo."

Albert Santana